Cruzeiro perde processo na Fifa, mas nega perda de pontos no Brasileiro

Presidente do clube terá de administrar a situação junto à Fifa (Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)

O Cruzeiro foi acionado na Fifa pelo FC Zorya, da Ucrânia, por conta da dívida de 1,5 milhões de euros (cerca de R$6 milhões) referente à contratação de Willian Bigode, atacante que hoje defende o Palmeiras, e pode ter um prejuízo esportivo por conta disso.

Na manhã desta quarta-feira, a coluna do jornalista Ancelmo Góis, do O Globo, informou que o Comitê Disciplinar da Fifa decidiu que o Cruzeiro teria de ser punido pela CBF com a perda de seis pontos no Campeonato Brasileiro. Na sequência, contudo, o clube mineiro divulgou uma nota em seu site negando essa possibilidade.

De acordo com o comunicado oficial do clube, o Cruzeiro de fato perdeu o processo em primeira instância, mas conseguiu um recurso e agora haverá um novo julgamento, a ser marcado dentro do período de 10 meses.

“O Cruzeiro EC perdeu a causa em primeira instância, mas, em seguida, entrou com um recurso conseguindo uma liminar que foi aceita pela FIFA e pelo CAS – Corte Arbitral do Esporte. Um novo julgamento será marcado dentro de aproximadamente 10 meses. Segundo nosso advogado internacional, Dr. Breno Tanuri, se houver nova derrota, o Clube terá 90 dias para efetuar o pagamento da dívida.

Diante disso, nāo há nenhuma verdade quando se fala em perda de pontos”, informou o clube.

Comunicado feito pela Fifa ao Cruzeiro (Foto: Reprodução)

 

O post Cruzeiro perde processo na Fifa, mas nega perda de pontos no Brasileiro apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

You may also like...